Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Violência Contra a Mulher em Nossa Cidade. Por Letícia Jotta


Antes de começar essa minha primeira coluna, quero agradecer a oportunidade de poder estar falando com vocês através deste blog e agradecer também ao Álex Garcia e toda equipe do Cartão Vermelho pelo convite.

No ano passado, a cada 12 minutos, uma mulher foi vítima de agressão física no estado do Rio de Janeiro. Segundo dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) da Secretaria de Segurança do estado, do total dos registros de ocorrência de agressão no ano passado, 64% das vítimas eram mulheres.

Duas mulheres por dia procuraram uma delegacia para fazer registro de assédio. Os dados fazem parte das análises preliminares do Dossiê Mulher, que será divulgado em breve e traz informações relativas à violência contra a mulher no Rio de Janeiro. Segundo a diretora-presidente do ISP, Joana Monteiro, os números mostram a magnitude do problema. “É preciso conscientizar a população e demandar políticas que venham a reduzir as agressões.”

O relatório aborda os principais crimes de que são vítimas cotidianamente milhares de mulheres, como lesão corporal dolosa, ameaça, assédio sexual, atentado violento ao pudor, estupro, homicídio doloso e violência doméstica. O documento é lançado anualmente pelo Instituto de Segurança Pública, para dar visibilidade deste tipo de violência e municiar políticas públicas no combate desses delitos.

Em nossa cidade os números são alarmantes, veja os dados referentes a 2016 (em números): 

AMEAÇA - 764
CALÚNIA - 38
CONSTRAGIMENTO ILEGAL - 5
DANO - 28
DIFAMAÇÃO - 34
ESTUPRO - 147
HOMÍCIDIO DOLOSO - 10
INJURIA - 662
LESÃO CORPORAL DOLOSO - 606
SUPRESSÃO DE DOCUMENTOS - 1
TENTATIVA DE ESTUPRO - 7
TENTATIVA DE HOMICÍDIO - 11
VIOLAÇÃO DE DOMICILIO - 58

Em porcentagens (Tipo de violência)

VIOLÊNCIA FÍSICA - 26,4%
VIOLÊNCIA MORAL - 30,8%
VIOLÊNCIA PATRIMONIAL - 3,7%
VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA - 32,3%
VIOLÊNCIA SEXUAL - 6,9%

São números alarmantes que poucas pessoas conhecem, já neste mês de setembro farei indicações e projetos de lei que visem a proteção e melhorias para as mulheres de nossa cidade.

Letícia Jotta
Vereadora

0 comentários:

- |