Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

terça-feira, 13 de maio de 2014

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho



 

Tiro, Porrada e Bomba

Autoridades, formadores de opinião, especialistas, professores e toda sorte de intelectuais já se reuniram para falar sobre a violência e o crescimento da criminalidade em Cabo Frio. Tudo muito bonito! Mas a população já está de saco cheio de discurso.

Geralmente nesses fóruns e encontros para se debater temas importantes, as partes interessadas nem participam. Você não encontra os representantes das comunidades e se encontrar é só como ouvinte, você não encontra vítimas, moradores ou qualquer outra pessoa diretamente envolvida e com isso as autoridades academicamente tentam encontrar uma resposta para violência.

Chega! Basta desse blá blá blá! Pois a população quer ver resultado! A mãe que perdeu o filho por bala perdida está se lixando para o sociólogo, que segundo ele a violência... Ora, vamos deixar de ladainha, porque a coisa tá ficando feia. Mulheres carbonizadas, trabalhadores assassinados, toque de recolher de traficantes, isso não merece mais nenhum imponente discurso pra fazer boi dormir, seja de deputado ou gente que nem mora aqui. Convidar fulano ou ciclano, pra debater uma situação que ele desconhece do dia a dia, não vai adiantar de nada! a população quer ver solução!

Se no Rio a bandidagem foi expulsa e se instalou aqui então vamos expulsá-los novamente! Eles que vão pro inferno! O que não quero é ter que ficar preocupada por um filho ta demorando a chegar em casa, o que não quero é não saber se ele vai voltar, o que não quero é ficar com medo de andar na rua e ter que viver trancada. Eu quero meu paraíso de volta! E se pra isso a polícia vai ter que jogar pesado que jogue! Nada de remediar para depois se arrepender! O negócio é combater o mal pela raiz! Fazer vista grossa, fechar os olhos, fingir que não ta vendo, só vai aumentar uma situação que só tende a piorar. Não vamos ser a cidade acolhedora de bandidos, eles que vão cantar em outra freguesia.

Como diz a nova pensadora contemporânea Vanessa Popozuda: É tiro, porrada e bomba!

0 comentários:

- |