Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Politicando Eleições 2014 – Marcos Mendes (PMDB)

 

Estamos na segunda edição do “Politicando Eleições 2014 – Deputado Federal” e o nosso analisado de hoje é o pré-candidato a deputado federal, Marcos Mendes (PMDB), ainda faltam ser analisados os pré-candidatos Dr. Paulo César (PR) e Walmir Porto (PR).

Nessas avaliações analisamos uma série de fatores que vão influenciar a capacidade do pré-candidato a ser tornar de fato candidato, quantos votos serão necessários para que ele se eleja e quais são suas chances reais de atingir esses votos.

Para conferir o Politicando Eleições 2014 – Delma Jardim (PEN) basta clicar AQUI
 

Politicando Eleições 2014 – Marcos Mendes (PMDB)

História política: A história política de Marcos Mendes (PMDB) é a de um político que jamais perdeu uma eleição em sua vida, foi candidato a vereador em 1992 e venceu com a maior votação entre todos os candidatos da época, ganhou também a eleição a Presidente da Câmara de Vereadores.

Foi candidato a vice-prefeito de Alair Corrêa (PP) em 1996 e 2000 e venceu as eleições, em 1998 Marcos Mendes se candidata a deputado estadual e é eleito com 23.445 votos, uma votação muito expressiva na época.

Foi eleito prefeito em 2004 e reeleito em 2008, vencendo seu ex-parceiro e padrinho político Alair Corrêa.

Mas se como candidato Marcos Mendes sempre se consagrou vencedor, como político tem a pior fama que um candidato pode ter, a fama de ser traidor e sem palavra. Seu histórico de traições e punhaladas pelas costas já lhe renderam uma matéria sobre o tema, “Marcos Mendes e seu histórico político de traições” matéria que pode ser conferida clicando AQUI.

Entre as traições políticas de Marcos Mendes estão:

1ª TRAIÇÃO: Marcos Mendes traiu José Bonifácio.
2ª TRAIÇÃO: Marcos Mendes traiu seu próprio pai, Wilson Mendes.
3ª TRAIÇÃO: Marcos Mendes traiu Alair Corrêa.
4ª TRAIÇÃO: Marcos Mendes traiu seu primeiro vice, Vinícius Corrêa.
5ª TRAIÇÃO: Marcos Mendes traiu seu segundo vice, Delma Jardim.
6ª TRAIÇÃO: Marcos Mendes traiu seu pré-candidato a prefeito Alfredo Gonçalves.

Carisma: Dono de um sorriso contagiante e é capaz de abraçar seu principal inimigo como se fosse um irmão ou companheiro de infância, dono de uma calma impressionante, e tem uma capacidade de debate invejável, ótimo na campanha de rua e no corpo a corpo. Marcos Mendes é um ser que nasceu político!

Capacidade financeira ou de arrecadar patrocínio de campanha: Marcos Mendes é milionário, fora isso tem acesso fácil a cúpula do seu partido, o PMDB, e em consequência aos maiores empresários desse estado, se Marcos Mendes quiser tem recurso para se candidatar a Presidente do Brasil.

Legenda (quantos votos precisa para ser eleito): Esse é o calcanhar de Aquiles do pré-candidato Marcos Mendes, seu partido o PMDB é o mais difícil de atingir uma legenda no mínimo racional, para ganhar uma eleição a deputado federal no PMDB precisa ter um caminhão carregado de votos.

Para que o leitor tenha uma ideia o primeiro suplente de deputado federal pelo PMDB em 2010 foi Nelson Bornier (PMDB) com 72.352 votos e o segundo suplente foi Fernando Jordão (PMDB) com 70.022 votos. Hoje calculam que para ser eleito deputado federal no PMDB seja necessário de 78 a 80 mil votos.

Mas...
E a vida do Marcos Mendes sempre tem um mas...

Mas existe uma esperança que o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) seja candidato a deputado federal, ao invés de ser candidato a senador, e caso o PMDB consiga convencer Sérgio Cabral dessa loucura a legenda do PMDB para deputado federal fica na casa dos 50 mil votos.

Capacidade de atingir essa legenda: Marcos Mendes não atinge a 80 mil votos nem que a vaca morra engasgada de tanto tossir, é mais fácil El Salvador mandar um homem a Lua que Marcos Mendes atingir essa votação.

Mas se Sérgio Cabral (PMDB) vier candidato a deputado federal Marcos Mendes está no jogo, com sua habilidade e experiência política, somando isso a seus fartos recursos financeiros, Marcos Mendes não terá grandes dificuldades para atingir essa votação de 50 mil votos.

Probabilidade de seguir com a pré-candidatura até a eleição: Marcos Mendes tem portas abertas no PMDB, sua candidatura ou não dependem única e exclusivamente dele, no entanto eu duvido que Marcos Mendes seja candidato a deputado federal caso Sérgio Cabral seja candidato a senador, dificilmente Marcos Mendes colocará uma derrota nas urnas em seu currículo, a essa altura de sua vida política seria suicídio.

Conclusão: Marcos Mendes é um político vencedor, apesar de ter um histórico político de traições, tem total conforto internamente no PMDB é candidato ou não se quiser, caso o ex-governador Sérgio Cabral desista de vir candidato a senador e venha candidato a deputado federal Marcos Mendes será eleito em uma legenda que parte dos 50 mil votos, caso Sérgio Cabral não seja candidato Marcos Mendes não ganha essa eleição, é impossível Marcos Mendes ter de 78 a 80 mil votos.

0 comentários:

- |