LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Witzel pode cair nesta quarta-feira

 

Ao que tudo indica, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) irá afastar o governador Wilson Witzel do cargo, o comunicado oficial deve ser feito nesta quarta-feira (12/08). A medida, solicitada pela Procuradoria Geral da República (PGR), tem caráter cautelar, visando evitar interferência nas investigações, como destruição de provas e coação de testemunhas. A informação é do portal Agenda do Poder. O DIÁRIO DO RIO apurou com uma fonte na Assembleia Legislativa do RJ (Alerj) que as chances de Witzel ser afastado do cargo no dia de hoje,são grandes.

O STJ é determinado pela Constituição como o foro para apurações envolvendo governadores. Witzel, que enfrenta um processo de impeachment, é suspeito de participar de esquema de corrupção na Saúde do Rio de Janeiro, durante a pandemia do Coronavírus.

Já o Ministério Público Federal não teria solicitado a prisão do governador, razão pela qual não estariam programadas operações policiais. O possível afastamento provisório, seroa, a princípio, por prazo indeterminado, enquanto durarem as investigações do inquérito.

Wilson Witzel poderia voltar ao cargo após o oferecimento da denúncia, embora esta possibilidade seja pouquíssimo provável.O afastamento temporário do governador não impede o prosseguimento do processo de impeachment. A ação em curso na Alerj só perderia o objeto se o afastamento tivesse caráter definitivo.

A fundamentação do pedido de afastamento do governador foi elaborada pela sub-procuradora geral da república, Lindôra Araújo, braço direito do procurador-geral Augusto Aras. Foram colhidos elementos probatórios na operação de busca e apreensão realizada nos palácios Guanabara e Laranjeiras, e através de depoimentos de testemunhas ocorridos nos últimos dias.

Também contribuiu para embasar o pedido de afastamento o conteúdo explosivo da delação do ex-secretário Edmar Santos, que envolveu Wilson Witzel de modo direto em praticas criminosas nas contratações durante a pandemia. Daí a convicção, firmada por Lindora Araujo, de que o governador ocupa o vértice da pirâmide de uma organização criminosa.

Fonte:diariodorio.com

0 comentários:

- |