LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Suspeito de estuprar e estrangular mulheres em Arraial do Cabo é preso em Cabo Frio

 

Um homem de 38 anos foi preso nesta quarta-feira (15) em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, apontado pela Polícia Civil como autor do estupro e agressão de três mulheres em Arraial do Cabo.

Segundo a polícia, os crimes aconteceram em um período de 10 dias, todos eles no mês de outubro.

O homem era morador do morro da Bela Vista e era investigado pela equipe do projeto As Guardiãs, da delegacia de Arraial do Cabo, e foi preso em uma operação da PM.

Rodrigo Nunis Moraes foi identificado pela polícia e reconhecido pelas vítimas. Duas delas foram brutalmente estupradas e a terceira foi violentamente agredida, mas conseguiu fugir após entrar em luta corporal com o criminoso. Além de estuprar as mulheres, o bandido também as agredia com socos, tapas e estrangulamento.

A polícia informou que o homem tinha fugido para Cabo Frio depois da tentativa de estupro da terceira vítima. Ele foi preso em flagrante também por roubo e receptação. Com ele, a polícia apreendeu um carro roubado, além de pertences das mulheres. No veículo, havia diversas peças de roupa feminina, entre elas, calcinha e sutiãs.

As investigações revelaram que ele rodava com um carro prata por diferentes bairros de Arraial do Cabo, abordando mulheres nos pontos de ônibus, oferecendo o serviço de lotada. As vítimas eram levadas para as regiões de Monte Alto e Figueira, onde eram violentadas.

O criminoso ameaçava as mulheres, dizendo que estava armado. A delegada de Arraial do Cabo, Patrícia Aguiar, destacou a importância das denúncias em casos de violência contra mulheres.

“Esse criminoso é extremamente violento. Além de estuprar as mulheres, ele as agredia. Inclusive, uma das vítimas, uma das mulheres estupradas, encontra-se terrivelmente debilitada fisicamente. É extremamente importante que as vítimas de estupro compareçam à delegacia para que possam reconhecer esse criminoso”, disse a delegada Patrícia Aguiar.

Fonte: g1.globo.com

0 comentários:

- |