Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Politicando Eleições 2014 – Rose de Aires (PT do B)




Finalmente chegamos a nossa décima terceira e última análise do “Politicando 2014 pré-candidatos a deputado estadual”, e confesso que estamos muito felizes com a repercussão de cada análise. Hoje (15/01) o Politicando 2014 avalia Rose de Aires (PT do B).

No “Politicando 2014” analisamos uma série de fatores que vão influenciar a capacidade do pré-candidato a se tornar de fato candidato, quantos votos serão necessários para que ele se eleja e quais são suas chances reais de atingir esses votos.

Em breve começam as análises dos pré-candidatos a deputado federal de Cabo Frio.

Nas colunas anteriores avaliamos:

1 - Alfredo Gonçalves (PV): Clique AQUI para ler.
2 - Aquiles Barreto (SDD): Clique AQUIpara ler.
3 - Bernardo Ariston (PR): Clique AQUI para ler.
4 - Carlos Victor (PSB): Clique AQUI para ler.
5 - Cláudio Leitão (PSOL): Clique AQUI para ler.
6 - Emanoel Fernandes (PROS): Clique AQUI para ler.
7 - Janío Mendes (PDT): Clique AQUI para ler.
8 - Paulo Henrique Corrêa (PR): Clique AQUI para ler.
9 - Silas Bento (PSDB): Clique AQUI para ler.
10 - Dr. Taylor (PRB): Clique AQUI para ler.
Extra 1 - Carolina Corrêa (PT): Clique AQUI para ler.
Extra 2 – Fernando do Comilão (PSDB): Clique AQUI para ler.


Politicando Eleições 2014 – Rose de Aires (PT DO B)

História política: Rose de Aires (PT do B) não tem propriamente uma história política, sua história política começa com o assassinato de seu “companheiro” e ex-vereador Aires Bessa. Aires era um político de grande penetração no Distrito de Tamoios, sempre fez daquela região seu curral eleitoral e mantinha total domínio do setor da saúde, que ficava então nas mãos de sua companheira Rose.

Com o domínio da Saúde de Tamoios nas mãos e com a morte de Aires Bessa começa a necessidade de Rose entrar para a vida pública, ser candidata e manter esse espólio eleitoral e de poder que tinha o Aires Bessa.

Para não perder o “poder” Rose de Aires se viu obrigada a caminhar ao lado da falida campanha de Janío Mendes (PDT), sabia que se conquistasse uma cadeira de vereadora seria a única forma de manter “viva” no futuro Governo Alair Corrêa (PP).

E o plano quase deu certo, com a saúde na mão, com o espólio político de Aires Bessa a Rose consegue obter na eleição de 2012 impressionantes 2.534 votos, sendo a segunda candidata mais votada nessa eleição.

No entanto por ser neófita na política foi empurrada para se filiar ao PT do B com a pífia coligação do PRTB, e o resultado foi desastroso, essa medíocre coligação não conseguiu coeficiente eleitoral para eleger ninguém, apesar de ter sido a segunda candidata mais votada no município Rose de Aires ficou fora da Câmara e o seu antigo “poder” foi destituído.

Carisma: Rose de Aires é uma jovem senhora, muito bonita, simpática e carismática.

Capacidade financeira ou de arrecadar patrocínio de campanha: Sem o antigo “poder” que tinha na Saúde de Tamoios, e sem seu companheiro Aires Bessa a Rose não tem condições de arrecadar financiamento de campanha, se for realmente candidata terá uma campanha minúscula e apenas em Tamoios.

Legenda (quantos votos precisa para ser eleito): O PT do B fez apenas um deputado estadual na eleição de 2010, quem se elegeu foi Marcos Abrahão com 52.525 votos. Definitivamente o PT do B não é o melhor partido do mundo para se vir candidato a deputado estadual, mas em 2014 existe a possibilidade do PT do B conseguir duas cadeias, e nesse caso pode vir a eleger candidato a deputado estadual a partir de 25 mil votos.

Capacidade de atingir essa legenda: Rose de Aires não tem chance de ser eleita e provavelmente sabe disso, sua candidatura segue o exemplo da candidatura do Fernando do Comilão, ou seja, é um “balão de ensaio” na tentativa de manter o nome vivo e conseguir ser eleita vereadora em 2016.

Probabilidade de seguir com a pré-candidatura até a eleição: O PT do B é mais um partido desesperado por legenda, ainda mais legenda feminina.

Todo partido tem a obrigação legal de ter um número mínimo de mulheres candidatas, alguns inclusive inscrevem mulheres como candidatas apenas por obrigação legal, elas sequer fazem campanha ou recebem votos. Nesse cenário Rose de Aires será até pressionada pela estadual para não desistir de vir candidata

Conclusão: Rose de Aires (PT do B) escolheu mal sua legenda para concorrer na eleição de vereadora em 2012, teve excelente votação, mas ficou de fora da Câmara, com isso perdeu seu “poder” sobre a Saúde de Tamoios e perdeu também o espólio eleitoral do Aires Bessa. 

Sem opção Rose de Aires deve vir nessa eleição “balão de ensaio” para deputado estadual, seu objetivo é se manter “viva” no cenário eleitoral e tentar novamente ser bem votada para vereadora na eleição de 2016.

0 comentários:

- |