LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Passando a Limpo. Com Charles Domingues





UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA

Caro amigo leitor, muitas pessoas e isso incluem alguns amigos quando saem de minhas palestras e me dizem.


Nossa parece que vi um filme de cinema catástrofe!!!

Eu sempre respondo, e como vocês acham que os autores elaboram esses filmes?

Eu peço permissão para aqui fazer uma pergunta ao meu amigo leitor e a todos que acompanham esse blog.

Como imaginam que os autores bolam filmes que vão desde acidentes nucleares, incêndios, grandes desastres ou intempéries da natureza, como terremotos, maremotos e erupções vulcânicas?

Imagem o que pensou o autor do filme “O Impossível” que trata história real envolvendo o tsunami que devastou a orla da Tailândia em 2004. Ou quem sabe "2012"; ou “O dia depois de amanhã”?

Na verdade os autores não precisam ir muito longe para escreverem um livro ou lançar um filme, seria somente olhar o dia a dia que eles terão uma gama de opções de filmes desse gênero.

Meus amigos hoje estamos sofrendo com um fenômeno, uma verdadeira tragédia anunciada, que é o problema do abastecimento da água potável, esse tema é tão serio, mas tão serio, que a ONU vem debatendo todos os dias sobre o assunto, e o pior estamos muito próximos de um colapso. Só para se ter uma idéia a questão águas esta unindo nações que sequer se falam, tais como, israelenses, jordanianos e palestinos que já firmaram um acordo para ligar o Mar Vermelho ao Mar Morto e combater a falta d'água na região, por que eles devido a atitudes Antrópicas (Ação do homem), praticamente secaram o mar morto.

A falta de água é levada tão serio em certos países, que existe Ministério das águas, secretaria das águas e por ai vai, enquanto muitos ainda se preocupam em criar inistério da guerra mesmo quando todas as previsões apontam para a falta de água como o grande motivador de futuras guerras. Só para se ter uma idéia e deixar o amigo leitor pensativo, o Brasil é o país com maior disponibilidade de água disponível para o consumo no mundo, possuí cerca de 13,7 % de toda a água potável existente no planeta(que se tem conhecimento). Seria importante entendermos que se hoje nós temos uma eminente disputa por causa de petróleo, imaginem como será quando a água se tornar moeda de troca? A propósito quem seria o Alvo?

Hoje temos uma crise no sistema de abastecimento de água no Brasil, só para se ter uma idéia cidades como Salto, São Pedro, Porto Feliz, Itu, Valinhos, Sorocaba, Vinhedo e Orlândia todas em São Paulo, estão passando por racionamento de água, ou seja, para quem acha que esse problema esta somente no oriente médio, na áfrica ou somente acontece com nossos vizinhos se engana, pois ele esta batendo a nossa porta.

Hoje eu considero a questão água como a grande chance de paz principalmente pela necessidade de acordos ente países vizinhos, porem como dito anteriormente não podemos descartar a possibilidade de grande conflitos, haja vista a escassez de água no mundo ser agravada em virtude da desigualdade social e da falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais. Só para se ter uma idéia a própria ONU - Organização das Nações Unidas – deixa claro em seus números que controlar o uso da água significa deter poder.

Trazendo para a nossa casa, toda a região dos lagos vem sofrendo com as irregularidades no abastecimento de água por parte da Prolagos. É óbvio que o problema atinge o ápice no verão, principalmente quando em altas temporadas, mas o que não podemos admitir é o cidadão que paga suas contas de água em dia como eu pago, abrir a torneia e só sair ar, ar esse que pode acabar “parando” na conta do consumidor. A questão é de planejamento para que esse fenômeno não volte a ocorrer, a meu ver falta gestão no uso dos recursos hídricos, já esta na hora de pararmos de escutar que o contrato não contempla a atual demanda, se isso esta realmente acontecendo não chegou a hora de rever o atual contrato? Ou será que se resolvendo a questão do contrato seriam obrigados a resolver o problema? Apenas lembrando que na região dos lagos a captação e o abastecimento, estão nas mãos de uma única empresa, logo se o planejamento, a distribuição e cobrança no uso desse precioso bem natural é da Prolagos, então agora sabemos de quem cobrar quando o fornecimento é irregular, e vou mais longe não adianta nada dizer que vai aumentar o fornecimento, precisamos urgentemente de nos preocuparmos com os reservatórios de água, essa sim é a causa do problema, vazamentos existem assim como os acidentes acontecem, porem o que eu como consumidor conhecedor do problema e especialista em águas, não posso concordar e com a desculpa da falta de chuvas e vazamentos.

Meus amigos quando o problema é o esgoto a tempo seco, o mesmo é a solução devido ao baixo índice de precipitação da região (chuva) e quem sofre com isso é a Laguna de Araruama, mas agora quando o problema e falta de planejamento de gestão no uso correto da água, debitam a culpa integralmente na conta da chuva.

Se ainda resta duvida aos governantes da real necessidade de termos uma melhor avaliação e controle dos recursos hídricos, esses dados são mais que suficientes para se parar e pensar. Os governantes não podem mais separar a política populacional do abastecimento de água.

Eu sou Charles Domingues. Gestor Ambiental / Especialista Saneamento Ambiental / Especialista Engenharia ambiental. Não deixe de ler o meu Blog:
www.facebook.com/cvdomingues /Twitter; @charlesdomingue

0 comentários:

- |