LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Ambulantes se reunirão com Adriano para pedir liberação de comércio nas praias durante feriadão


 Representantes dos vendedores ambulantes de Cabo Frio têm uma reunião marcada para esta sexta-feira (25) com o prefeito Adriano Moreno (DEM) e o secretário de Turismo, Manoel Vieira, para tratar da possível liberação das praias para as atividades da categoria no feriado de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro, e na Semana do Saco Cheio, a exemplo do que ocorreu no fim de semana prolongado da Independência.

 

O grupo vai apresentar a proposta para a adoção de um protocolo de segurança sanitário a ser usado pelos ambulantes, barraqueiros e carrinhos durante o trabalho nas areias, por causa da pandemia do novo coronavírus. Entre as medidas propostas estão o distanciamento de dois metros entre os trabalhadores; o uso de máscaras; a oferta de álcool gel para os clientes e faixa de proteção de 1,5 metro em torno dos carrinhos e barracas.

 

O protocolo prevê ainda o distanciamento mínimo de dois metros entre os guarda-sóis, cuja quantidade deverá ser reduzida em 50%. Entretanto, a Prefeitura ainda não sinalizou que vai rever o decreto que impede a permanência de banhistas nas praias. 

 

Pelas atuais regras, os comerciantes só podem vender para praticantes de esportes que estiverem nas areias ou para pessoas que estiverem no calçadão, desçam até a areia e consumam o produto em outro local. No último feriadão, contudo, o decreto foi ignorado pelos frequentadores que lotaram as praias, sem que a fiscalização pudesse dar conta das infrações.

 

Independentemente do fato, o presidente do Sindicato dos Empreendedores, Ambulantes e Camelôs (Seiaccre), Luciano Dias, acredita que a categoria ganhará o sinal verde para trabalhar no próximo feriadão.

 

– Estamos otimistas. Pelas conversas que tivemos, creio que o retorno é inevitável – acredita Luciano.

 

Conforme a Folha publicou nesta quinta-feira (24), outros segmentos aguardam com ansiedade uma decisão da Prefeitura sobre possível flexibilização para o próximo feriado. Enquanto a hotelaria espera permissão para aumentar a lotação dos leitos, hoje restrita a 40%; os donos de casas de aluguel querem a liberação das atividades.

 

Até o momento, a Prefeitura mantém o município com bandeira laranja, o que impede o funcionamento das casas de aluguel e a entrada de ônibus de turismo na cidade.

Fonte: folhadoslagos.com

0 comentários:

- |