LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

terça-feira, 24 de novembro de 2020

MPF cobra providências da Secretaria de Meio Ambiente sobre estacionamento irregular em Cabo Frio

 

O Ministério Público Federal (MPF) quer saber da Secretaria Municipal de Meio Ambiente quais as providências serão adotadas para evitar o estacionamento irregular em áreas verdes, sobretudo próximas às praias de Cabo Frio, durante a alta temporada. O procedimento foi adotado a partir de uma denúncia de que veículos têm parado sobre a vegetação de restinga na Praia do Foguete. As dunas do Peró  também estão na mira do MPF.

 

De modo particular, o ofício questiona a possível utilização de mourões usados para fazer demarcações nesses espaços, mas que prejudicam a livre circulação de banhistas na praia. O ofício foi enviado na última quinta-feira (19) e o prazo para resposta é de 20 dias. Com pressa para cobrar definições e estabelecer metas, o procurador da República em São Pedro da Aldeia, Leandro Mitidieri Figueiredo, quer marcar uma reunião para saber da organização das praias do município durante a alta temporada.

 

– Devemos fazer uma reunião para retomar tudo que foi combinado em relação às praias, para esse verão, e também com a nova gestão, pois a coisa ficou um pouco bagunçada nesse pós-Covid – declarou Mitidieri Figueiredo.

 

A intenção do MPF é que o encontro tenha a participação de representantes da equipe de transição do prefeito eleito José Bonifácio (PDT). Nesta terça-feira (24), Bonifácio se encontrará com o atual prefeito, Adriano Moreno, na sede do governo, para dar início ao processo de mudança de gestão.

 

Sobre a cobrança feita pelo Ministério Público, o secretário de Meio Ambiente, Mario Flavio Moreira, afirmou que a fiscalização já está sendo feita, mas reconhece que há limitações.

 

– Essa é uma ação que nós temos feito direto, nos verões e feriados, junto com a Guarda Municipal e a Guarda Marítima Ambiental. Esse é um problema em todos os lugares do município, mas não dá para cercar todas as praias. É inviável. Nos principais pontos, como no Pontal do Peró, nós já cercamos – explica Mario Flavio, que disse que a secretaria ainda não foi notificada.

Fonte: folhadoslagos.com

0 comentários:

- |