Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Editorial – Bandidos ou Manifestantes? Qual a Diferença?




Ao chegarmos aos 40 anos de idade temos uma vantagem na vida, que é exatamente o fato de termos experiência, afinal não seria interessante apenas ter o peso da idade que já vai chegando.

Entre 1991/92 o movimento estudantil de Cabo Frio ganhava um novo e importante episódio, nesse momento pela primeira vez (pelo menos até onde tenho conhecimento) se formava a “União dos estudantes secundaristas de Cabo Frio”, movimento esse que rapidamente passou a agregar e somar com os grêmios estudantis de todas as escolas da cidade, mesmo as que não tinham o segundo grau.

Esse movimento que teve o Alex do Rui Barbosa, Maurinho Dantas, Xuxu (Alessandra Serpa), Mariana Gringa, Alex do Edílson Duarte, Harrison... e tantos outros personagens que foram fundamentais para esse momento histórico nas lutas dos estudantes, apoiou a greve dos professores municipais de 1992 no Governo Ivo Saldanha, esse movimento PROTESTOU dentro da Câmara de Vereadores em apoio ao então Vereador Alfredo Barreto (PT) na luta para o transporte grátis dos estudantes.

Ainda em 1992, para ser mais exato no dia 29 de setembro, o carro (Brasília Branca) que fez piquete na porta do Colégio Edílson Duarte e saiu de lá com alunos em marcha e cantando “ai,ai,ai,ai,ai... empurra o Collor que ele cai  até a Praça Porto Rocha era meu (Álex Garcia) e quem estava dirigindo o carro era eu, quem estava com  o megafone era o JP, a TV que estava no coreto da Praça Porto Rocha para acompanhar essa manifestação foi levada por mim.

Em nenhum desses momentos históricos de Cabo Frio “greve dos professores de 92 / Movimento passagem grátis para estudantes / Impeachment do Collor 92” eu e meus pares ofendemos vereadores ou o então prefeito Ivo Saldanha, não o fizemos por que ali não tinha bandido, não tinha aproveitador e cínicos, estávamos ali de forma ordeira e veemente pedindo o que julgamos certo e justo.

É preciso entender que PROTESTO não é vandalismo, assalto a banco, ofensas a pai de família, quem faz isso é vagabundo e criminoso, com penas previstas em lei.

Senhores Vereadores não deixem se intimidar pelo filho do secretário ou pela politicagem da Professora que o próprio SEPE informou a Câmara que não os representa. Quem for ali se MANIFESTAR de forma ordeira e respeitosa receba-os e busquem soluções que sejam boas para o povo, mas quem for ali lhe chamar de bandido, ladrão, que for ali à Câmara dizer que vai quebrar ou invadir, trate-os como bandidos, porque é isso que eles são...

É preciso entender, definitivamente, a diferença entre bandido e manifestante!

0 comentários:

- |