Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Respeitável Público - "Desculpe-me Cabo Frio". Por Manoel Atanásio


Em 2009 eu comecei a expor meus pensamentos e minha opinião em relação o que acontecia em nossa cidade num blog que eu havia criado, nos no final de 2010 comecei a fazer parte deste universo político em nossa cidade, fui conhecendo as pessoas que trabalhavam nos bastidores, nas mídias e os políticos que estavam fora e dentro do governo da época. 

No meu coração pulsava a vontade de ver essa cidade melhor, eu era um ideologista e acreditava em todos os políticos, com o tempo percebi que a grande maioria dizia sim só para se livrar de meus questionamentos em relação a alguns pontos. Mesmo sabendo disto eu teimava em continuar acreditando, e sinceramente eu não me arrependo, pois foi isto que me fez enxergar o que de fato acontecia, ou melhor, como tudo acontecia. 

Certa vez ouvindo um programa de rádio de nossa cidade, o locutor esculhambou um certo vereador e eu achei aquilo muito lindo, pois o cara naquele momento foi a "voz do povo", era o que eu achava, só que quis o destino que eu fosse ao centro da cidade naquele dia e encontrasse com o radialista, o vereador excomungado, mais 2 vereadores e 4 pessoas que eu não conhecia.

Quando vi aquela cena eu tratei de me aproximar e tentar ouvir o que rolava, pensava eu, o pau vai cantar! Me enganei, todos riam e o vereador excomungado falava em tom de riso: " Pega mais leve da próxima..." e sorriam. Pensei, como pode ser, não, eu não estava acreditando naquilo. 

Esse pequeno resumo é só para que vocês entendam como começou minha vida no meio político de nossa cidade, foi por ideologia e não por grana. 

O COMEÇO:

Vim para Cabo Frio em 1996 e acompanhei de perto as "transformações" que a cidade sofreu naquela época, morava em São Cristóvão e a Tina morava no bairro das Palmeiras, o trajeto mais curto para que eu pudesse ir namorar com ela era a Av. Victor Rocha (Rua da UPA) que na época não era calçada e o valão cortava de ponta a ponta.

Para ir para as Palmeira era maravilhoso, pois às 18h ainda estava tudo claro e as pessoas transitavam por ali, só que para voltar era sempre um sufoco, aquele lugar feio e sem luz me causava um certo medo, ou melhor, muito medo e várias vezes eu caí de bicicleta por conta dos buracos e da alta velocidade. Enfim, eu acompanhei a transição de Alair para Marquinho e depois a reeleição de Marquinho, onde criei meu blog para mostrar minha indignação com as coisas que aconteciam e sem dó eu escrevia o que devia escrever, não poupava absolutamente nada que eu via ou entendia como errado. 
DE 2012 ATÉ HOJE:

No início de 2012 uma amiga me apresentou ao Alair e depois de uma conversar com ele, onde não envolveu dinheiro ou promessas futuras, eu resolvi ajudá-lo na campanha, eu sonhava com aquela Cabo Frio que eu conheci, obras para todos os lados, shows na praia, sonhava em ver a cidade pulsando aquela alegria. 

Alair ganhou a eleição e eu comemorei e muito, após as eleições foi cada um para o seu lado, eu continuei trabalhando no supermercados Extra e ele ficou para lá, para mim a satisfação de ter contribuído com a sua vitória já bastava. Certo dia eu recebo um recado que Alair queria falar comigo, fiquei surpreso, já que não havia um porquê dele me procurar. Fui a seu encontro e ele falou que queria que eu trabalhasse em seu governo e como não havia compatibilidade de horários entre o trabalho na prefeitura e no Extra eu pedi que me mandassem embora e assim foi feito, 17 anos numa mesma empresa virava lembranças, boas lembranças. 

Começa o ano de 2013 e tudo era novo para mim, eu não sabia direito quem era quem e o que de fato eu deveria fazer, foi um sonho ver tanta gente "legal" trabalhando comigo, era gostoso chegar na prefeitura as 8h da manhã e sair as 17h. Só que muitas coisas começaram a desandar quando minha nomeação saiu, lá estava escrito: superintendente e particularmente eu não sabia o que aquele cargo significava, só que algo estranho começou a acontecer, de repente algumas pessoas não me olhavam mais como um "companheiro" de trabalho, virei inimigo de muitas pessoas, fui humilhado por muita gente e ouvi de muita gente que não era correto a minha nomeação, "afinal quem era eu para receber tal função?" Como eu ainda era cru e um babaca neste meio, eu achava que as humilhações e ofensas eram por conta da função que me fora dada, estava enganado, o papo ali era outro e a razão era o salário, bastante significativo para quem acabara de chegar no "grupo", ou melhor, "não era do grupo!"

Particularmente eu acredito que a vontade de Alair era de fato transformar a cidade, fazer com que Cabo Frio tomasse um rumo melhor, infelizmente eu sei e todos sabem, inclusive o próprio Alair que a vaidade de muitas pessoas do governo fizeram com que seu sonho e desejo naufragasse, picuinhas, fofoquinhas, apadrinhamentos, acordos políticos, preguiça e principalmente incompetência de muitos foram o iceberg que afundou com esse sonho. 

Quem viveu aquele governo sabe muito bem do que estou falando e que não estou mentindo, a falsidade comia solta, era jogo baixo mesmo e essa briga de foices acontecia até mesmo no auge da crise e enquanto muito poucos lutavam para achar uma solução, outros muitos faziam piadas com a situação. 

MEU PEDIDO DE DESCULPAS PARA A POPULAÇÃO DE CABO FRIO:

Nos 2 últimos anos do governo 2015/2016 eu brigava feio nas redes sociais em defesa muitas vezes do que já não era possível defender. E é aí que entra o meu pedido de desculpas, hoje eu vejo que fazia parte de uma engrenagem que paralisa a cidade, e essa peça são aqueles que defendem o indefensável ou atacam para ser a próxima engrenagem, pouco tem importância a população ou as consequências que isto trará. Se sou situação eu me calo, se sou oposição eu me torno aliado até do meu inimigo que queira o mesmo ideal. Já me perguntaram por que não ataco o atual governo e simplesmente digo que não, pois eu sei que a contribuição maior para a nossa cidade é ser justo, independente de quem esteja no poder, quero contribuir para acabar com isto e talvez eu consiga sendo um exemplo e escolhendo ser a favor de nossa cidade.

Desculpe-me Cabo Frio.


Manoel Atanasio da Silva Filho 

1 comentários:

Rosana Batalha disse...

Seu posicionamento é digno e bem acertado.

- |