Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sábado, 28 de setembro de 2013

SEPE Lagos e a politicagem que ele representa




O SEPE Lagos que não tem registro sindical, e que é composto em sua minoria por pessoas ligadas ao PDT e aos Mendes, e em sua minoria com pessoas ligadas ao PSOL, segue fazendo desse movimento que envolve no máximo 50 professores politicagem ao invés de cuidar do interesse da classe que se diz representante.

Mesmo após o Prefeito Alair Corrêa (PP) atendê-los, e aceitar 60% das reivindicações e prometer estudo para 40% dos casos restantes o SEPE rompe o acordo com o prefeito inventando que a PMCF não cumpriria o acordo em relação aos cursos, e usa para justificar uma greve de 3 dias, 3 novas pautas que não estavam na reivindicações anteriores e que jamais foi apresentada a PMCF, a SEME (Secretaria Municipal de Educação) ou ao Prefeito Alair Corrêa.

Nessa assembleia do dia 26/09 realizada na rua por meia dúzia de pessoas decidiram “acrescentar”, isso mesmo, “acrescentar” já que eles foram atendidos nas demais demandas 3 “novas” reivindicações, são elas:

1 – Servidores não-docentes (cozinheira, ASGs e Agentes Administrativos) estejam no Plano de Cargo da Educação.

2 – Melhoria da estrutura física das escolas.

3 – Ação judicial pelo 1/3 da carga horária.

E alegaram que o Jurídico do SEPE não conseguiu acordar com a Procuradoria como realizarem uma medida legal para lei 11.738/2008 para “burlar” a lei. Mas realmente não tem como acordar nada com quem apenas age de má fé.

A verdade é que se hoje o Prefeito Alair Corrêa em um ato de devaneio abrisse novamente a porta de seu gabinete para o SEPE de nada adiantaria, pois eles criariam mais 3 novas reivindicações, mais 3 novas desculpas, para seguirem fazendo a politicagem do interesse partidário, o interesse daqueles que abandonaram a educação por longos 8 anos.

0 comentários:

- |